terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Presente de Namorados


 Embrulha-me a felicidade em que arrumei o dia como um presente de infantes namorados e que nos fique para o resto das nossas longas vidas. O mundo inteiro não se construiu só em um dia e nós, que somos que somos um pouco menores, nos construímos sempre mais a cada hora que passa, queremos mais do que a 'vida inteira', queremos o 'sempre' e não apenas o passar do tempo, mais do que a memória, queremos algo 'encravado na memória’.

 E antes que o tempo corra, desejo-te já pelo amanhecer, ainda inconsciente, dormindo na paz dos teus braços, a cabeça aquecendo-te o coração e a alma, cansados de brincarmos como crianças, e eu ainda quente do teu corpo, e do teu olhar, minha boca sorri ainda dormente da tua.

 É cada vez maior esta certeza do que te quero infinitamente mais porque nada se compara ao teu calor que é certo, agora, aqui, em mim e é só disso que quero ter plena consciência em minha mente. Um amanhã para nós existirá sempre que nós quisermos.

 Hoje te dou meu presente, mas ainda não é tudo, mas é muito e está embrulhado na certeza de que nos queremos mais do que o 'para sempre'...

Krol Rice
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

0 comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.