quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Antes de Agora (Paciente)


"Amar,
porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido."
Vinícius de Moraes

Foi uma vez... Embora meu peito queimasse em brasa, meu coração era pedrado de gelo. Eu tinha frio, e umas mãos geladas que teimavam em não estarem aquecidas tremendo impacientes.

Comprimidos de formas várias com desenhinhos demais variados. Anfetaminas que se fartavam de pular toda a noite minha garganta abaixo. Cigarros de sabores vários, sumiam rápidos com sabores arruinados depois que eu recorria a garrafinhas de água (ardente).

As minhas pupilas viviam paradinhas, fixas por entre raios de luz e o nada. Vinho barato. Livros empoeirados. Molhada de chuva em hipertermia. Visões para o nada. Mentes nuas que eu embalava apenas  pelo vômito constante de décibeis de rock pesado.
Era uma vez até que cansei! Desisti de olhar para olhos despidos de calor, frios demais para nem as minhas frias mãos aquecer, nem meu pequeno coração congelado derreter. Procurei cura para minha doença crônica. Me entreguei na mão do médico perfeito. Ele pacientemente me fez sua paciente. Sem agulhas, pílulas, dor, crises e febres. Apenas me amou paciente. Se o dei trabalho, não sei. Ele me deu vida. Agora eu vivo. Simples assim.


Krol Rice
← Mensagem mais recente Mensagem antiga → Página inicial

1 comentário:

  1. Olá! Parabéns pelo seu Blog!
    Já estou lhe seguindo!
    Aproveitando também para divulgar os meus Sites...
    Siga-me também!
    Tem Sorteio de natal por lá!
    http://www.martas-bgfs.com (Templates personalizados para Blogs)
    http://www.brilhosgifs.com (Gifs para Orkut e enfeites para Blogs)
    Abraços,
    Marta.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.